Total de visualizações de página

quinta-feira, 21 de abril de 2016

LEMBRANÇAS DA UNIVERSIDADE

LEIA A SEQUÊNCIA
NESTA MESMA PÁGINA,
MAIS ABAIXO!


ONDE MORREU ADOLF HITLER? - Parte I
Em um dia 23/04, no ano de 1945, Adolf Hitler e sua namorada Eva Braun, estavam vivendo em um bunker de concreto, sob os escombros da Chancelaria do Reich, a sede do governo alemão. Alguns dias depois ambos estariam mortos, vítimas de suicídio, ela ingerindo cianeto, assim como ele, que ainda desferiu um tiro de pistola contra a própria cabeça.
Essa é a versão, digamos assim, oficial e aceita pela grande maioria dos historiadores.
Contudo, há quem discorde dessa informação, afirmando que Hitler não morreu no bunker da Chancelaria do Reich, mas fugiu, sobrevivendo à guerra e à destruição do III Reich.
E se, durante décadas, esses discordantes foram taxados de teóricos de conspiração, documentos recém desclassificados (liberados ao público) pelo FBI, fizeram com que a tese da fuga de Hitler se tornasse mais plausível.
A Versão “Oficial”
Sabe-se que em 21/04/1945 os primeiros ataques terrestres do Exército Vermelho atingiram uma Berlim já bem castigada pelos ataques aéreos dos aliados.
Hitler, Eva Braun e seus cães.
No dia seguinte Hitler transferiu residência e salas de trabalho para o bunker construído sob o jardim da Chancelaria, um ambiente construído de concreto, muito resistente mas de pouca ventilação.
O homem Hitler que desceu as escadas para o subsolo era apenas uma pálida sombra do líder que conduzira a Alemanha a vitórias avassaladoras sobre seus adversários, submetendo quase toda Europa a seu domínio de terror.
Viciado nas drogas ministradas por seu médico, com labirintite e sinais de mal de Parkinson, sofrendo as sequelas do atentado cometido durante a Operação Valquíria, Hitler tremia e cambaleava, alterando momentos de euforia utópica, abatida prostração e fúria retumbante, por vezes vivendo em uma irrealidade na qual a vitória sobre os soviéticos ainda era possível.
A despeito disso, neste mesmo dia 22/04 Hitler anunciou que não fugiria e nem se renderia, que cometeria suicídio.
No dia seguinte chegou ao bunker uma carta de Hermann Göring se oferecendo, enquanto vice, para assumir o governo, ao que Hitler respondeu destituindo-o de todos os postos que ocupava.
No dia 28/04 Mussolini foi executado e seus restos mortais foram expostos e vilipendiados em Milão. No mesmo dia Hitler recebeu a notícia da fuga de Himmler e de suas tentativas de negociar a paz com os aliados, o que o deixou absolutamente furioso a ponto de ordenar a prisão do Reichsführer-SS e a morte de seu representante Hermann Fegelein, cunhado de Eva Braun.
Hitler em sua provável última foto.
No dia 29/04 Hitler se casou com Eva Braun em uma cerimônia discreta realizada no bunker mesmo e nesta noite ditou seu testamento para a secretária Traudl Junge. O documento teria sido assinado às 04:00hs da madrugada.
Depois do meio dia de 30/04, em reunião com o responsável pela defesa da capital, General Helmuth Weidling, Hitler foi informado que a resistência ao avanço soviético ficaria virtualmente impossível por falta de munição naquela noite.
Após essa terrível notícia e com o Exército Vermelho a menos de um quilômetro de distância do bunker, Hitler almoçou e às 14:30hs retirou-se com Eva Braun para seus aposentos particulares onde um tiro foi ouvido às 15:30hs.
A entrada do bunker de Hitler.
A morte do casal foi constatada pouco depois. Seguindo as ordens dadas anteriormente por Hitler, quase duzentos litros de gasolina foram reunidos para incinerar os corpos. Após receber a notícia do que ocorrera com Mussolini, o ditador alemão quis garantir que seus restos mortais não tivessem o mesmo destino. E aqui começam os motivos para dúvidas...




ONDE MORREU ADOLF HITLER? - Parte II
Os registros informam que os corpos foram colocados em uma cratera, que foi cheia de combustível, e incendiados, porém não teriam sido totalmente consumidos, mas que depois foram atingidos por uma bomba! Convenhamos, caro leitor, que é difícil crer que possa sobrar algo de corpos queimados sob 200 litros de gasolina!
Supostos corpos de Hitler e Eva Braun.
Depois de não serem consumidos por 200 litros de gasolina em chamas e uma bomba, a situação dos corpos de Hitler e Eva ficou ainda mais nebulosa. Inicialmente os soviéticos negaram ter encontrado os corpos, mas depois admitiram. Após estudos, eles teriam enterrado os restos em um bosque perto da cidade de Ratenow ainda em 1945.
Em 1946 os restos foram exumados e reenterrados em Magdeburg onde ficaram até 1970 quando foram desenterrados novamente, incinerados e as cinzas jogadas no Rio Elba.
Rio Elba em Magdeburgo.
Mas talvez seja sintomático que, no ambiente da Guerra Fria, Stalin tenha acusado os aliados de dar fuga a Hitler. Os aliados, por sua vez, desconfiavam da versão soviética sobre os corpos.


Dúvidas e Teorias
Os soviéticos desconfiavam dos aliados e os aliados desconfiavam dos soviéticos em tudo, de modo que não seria diferente com o paradeiro do corpo de Hitler.
Foi neste jogo de empurra que começou a ganhar corpo a teoria da fuga do verdadeiro Hitler e da morte de um sósia em seu lugar, versão que ganha força quando ficamos sabendo que uma foto do corpo do Führer, divulgada  na época em quase todos os jornais, na verdade era de Gustav Weber, que realmente trabalhou como sósia do ditador alemão!
Gustav Weber, o sósia de Hitler.
E há pouco, documentos liberados pelo FBI dão conta de que um informante (cujo nome é coberto com uma tarja preta no relatório) contou ao escritório do FBI de Los Angeles que ajudou “... seis altos oficiais argentinos a esconder Adolf Hitler quando desembarcou por submarino na Argentina.1
Primeira página do relatório do FBI.
Neste mesmo relatório, o informante diz que ele e mais três homens encontraram pessoalmente Hitler e Eva Braun quando ambos “... desembarcaram de dois submarinos na Argentina, aproximadamente duas semanas e meia após a queda de Berlim.1
O informante do FBI relata que ao todo vieram cerca de 50 pessoas e que altos oficiais argentinos providenciaram cavalos para transportar os pertences dos alemães.
Na ocasião, “...à luz do dia, todos os suprimentos foram carregados nos cavalos e uma viagem de um dia inteiro para o interior dos montes do sul dos Andes foi iniciada.1
A informação é de que os submarinos aportaram na Península de Valdez, no Golfo de San Katias, onde haviam vários pequenos vilarejos, nos quais os alemães foram abrigados por famílias locais. Segundo o informante, Hitler estava “... sofrendo de asma e úlceras, raspou seu bigode e tem uma longa cicatriz em seu lábio superior.1
Quem reconheceria Hitler sem o bigode?
O arquivo do FBI possui 203 páginas e demonstra o interesse do bureau no assunto, tanto que envolve diversas correspondências recebidas e enviadas por ninguém menos que o próprio J. Edgar Hoover, de modo que não é tarefa imprópria dar alguma atenção à teoria da fuga de Hitler. Hoover declarou que "Os oficiais do exército americano na Alemanha não localizaram o corpo de Hitler, nem há nenhuma fonte confiável que diga definitivamente que Hitler está morto".2
Carta assinada por J. Edgar Hoover.
Em resumo, a teoria é de que Hitler teria escapado ao Exército Vermelho através de um túnel secreto, que ligaria o bunker a um local onde pudesse embarcar em um avião. De lá, seguiu para Áustria e, depois, para a Espanha, onde embarcou no submarino que o trouxe até a Argentina.
O submarino teria desembarcado Hitler em Caleta de los Loros de Rio Preto, de onde a comitiva rumou para o Oeste do país, mais precisamente a Villa La Angostura, perto de Bariloche, onde foi hóspede na Casa Inalco, no Departamento Los Lagos – Neuquén.
Suposta área do desembarque de Hitler.
Hitler teria vivido na Argentina até o fim da ditadura de Perón, quando, então, mudou-se para o Paraguai, onde morreu.
Bem... sem encontrar o corpo, que estaria enterrado em algum lugar da América do Sul, e fazer o exame de DNA, não há como afirmar com certeza que Hitler realmente escapou do cerco soviético em Berlim. Mas podemos analisar a teoria para saber se teria sido possível.
Acima e abaixo a Casa Inalco, onde Hitler teria vivido.

A primeira pergunta a ser feita é como Hitler teria escapado de seu bunker e a teoria da fuga aponta para um túnel secreto, construído especialmente como rota de escape do subsolo. Não é de se esperar mesmo que os metódicos alemães fossem construir uma caixa de concreto embaixo do chão que possuísse apenas uma rota de entrada/saída.
E, segundo os produtores do documentário Hunting Hitler, do History, realmente há um túnel, que seguia na direção do Aeroporto Tempelhof, mas que não terminava, faltando pouco mais de 100 metros para chegar lá. Como esse espaço teria sido percorrido pelo alquebrado Hitler?
Como ele não iria se expor aos olhos de algum observador inimigo e nem ao risco de ser atingido, deveria existir, em algum lugar, um outro túnel que completasse o percurso. E foi exatamente o que o Hunting Hitler acredita ter descoberto!
Na atual estação de metrô de Luftbrücke, há uma parede falsa, que os aparelhos sonares comprovaram que esconde um espaço vazio por trás.
Acima a entrada da Estação Luftbrücke. Abaixo, a parede que esconde o suposto túnel da fuga de Hitler.

Os documentaristas informam ainda que, em 21/04/1945, após a última  aparição pública de Hitler, ocorreu uma grande fuga de nazistas pelo aeroporto e pelo menos oito aviões teriam sido carregados de objetos pessoais do ditador.2
O jornalista argentino Abel Basti pesquisou o tema e afirma, em seu livro “O Exílio de Hitler”, que o ditador alemão fugiu realmente para a Argentina.
Citando documentos dos Serviços Secretos alemães e ingleses, Basti afirma que Hitler voou para a Áustria, depois para a Espanha e, de lá, partiu em submarino para a Argentina, fazendo escala nas Ilhas Canárias.3
Aeroporto Tempelhof - 1945.
A teoria dos submarinos também não é descartável, pois sabe-se que as belonaves U-530 e U-977 renderam-se na Argentina em julho e agosto de 1945, embora a ordem de rendição tenha sido expedida em 08 de maio.4
E o detalhe mais significativo: a tripulação foi processada na Inglaterra para descobrir se tinham dado fuga a líderes nazistas! Me parece que, quando os detalhes vão sendo somados, a suposta fuga de Hitler parece menos impossível.
Submarino U-977

Submarino U-530.
Por fim, em entrevista a Léo Gerchmann do Jornal Zero Hora,5 Abel Basti afirma que Hitler e Eva Braun viveram na propriedade do pai do Rei da Holanda e em Bariloche, em meio à comunidade alemã.
Ele afirma ainda que o governo dos EUA tinha conhecimento da situação, mas que não desejava que Hitler caísse nas mãos dos soviéticos.
É uma afirmação de comprovação quase impossível.
Por outro lado, recentemente foi revelado o conteúdo do diário de JFK, o Presidente Kennedy, onde ele escreveu: "A sala onde Hitler deveria ter encontrado a sua morte mostrou paredes chamuscadas e vestígios de fogo" e escreveu ainda: "Não há evidência completa, entretanto, que o corpo encontrado era o corpo de Hitler."6
Assim, Hitler teria vivido sob a proteção do governo argentino até a deposição de Perón, quando se transferiu para o Paraguai, onde o ditador Stroessner passou a protegê-lo, assim como a vários outros nazistas.
Nas palavras de Abel, “Hitler morreu em 3 de fevereiro de 1971. Seu corpo está enterrado no Paraguai. Está em uma propriedade privada, em um bunker secreto, que atualmente é o porão de um hotel paraguaio, em Assunção.
Claro que tais afirmações são muito questionadas. Em texto enviado para o mesmo Léo Gerchmann do Jornal Zero Hora,7 o Professor Waldemar Dalenogare Neto8 contesta Abel Basti.
A meu ver a crítica de Neto é deselegante quando acusa o autor de não ser acadêmico, nem pesquisador e nem notório, como se isso fosse pressuposto para credibilidade. Penso que a crítica a um texto deve ser  feita ao texto e não por meio da desqualificação do autor.
Mas Neto não está errado quando afirma que a versão do suicídio é corroborada por gente do calibre de Hugh Trevor-Roper, Ian Kershaw, Joachim Fest, William L. Shirer e Richard J. Evans.
E ele levanta duas questões importantes que devem ser respondidas: a “Viabilidade da fuga de Berlim” e o “Motivo da fuga de Berlim”.
Para Neto, baseando-se nos autores citados, a última chance de fuga de Berlim teria se dado em 22/04/1945, quando da visita de Albert Speer ao bunker. 
Mas isso apenas mostra que até esse dia, após a partida de Speer, a fuga ainda teria sido possível. Dada a decepção de Hitler por Speer não ter cumprido sua ordem de "Terra Arrasada", não seria de admirar que o ditador tivesse deixado seu assistente de fora do plano.
Mas, o que impediria os auxiliares diretos de Hitler, com sua reconhecida fidelidade canina ao ditador, de tomar parte em um plano de fuga e contar todos uma mesma sequência de acontecimentos com alguns dias de diferença entre fatos e versão? É impossível? Não creio. Mas também seria preciso provar isso, o que é quase impossível hoje, quando todos estão mortos.

Seguindo no roteiro de duas perguntas de Neto, a nosso ver o motivo para a fuga de Berlim é óbvio. Se Hitler realmente tentou fugir da cidade, o fez para sobreviver e para não cair nas mãos dos soviéticos. Mas Neto não discorre sobre isso, restringindo-se a criticar os métodos de Basti.
Ainda a nosso ver, a versão de Basti peca quando não apresenta os documentos secretos nos quais se baseia, mas sua refutação total só pode ser feita com a apresentação de outros documentos e fontes que comprovem a falsidade de suas afirmações.
A versão do suicídio em Berlim possui muitos depoimentos mas nenhum  corpo. Possui uma arcada dentária guardada na Rússia, mas nenhum exame de DNA 100% definitivo. Possui um pedaço de crânio que se dizia ser de Hitler mas que foi comprovado como sendo de uma mulher.
Por tudo isso, embora para nós a versão mais comumente aceita do suicídio seja a mais plausível e até desejável (pois seria muito duro saber que após cometer todas aquelas atrocidades Hitler teria escapado para morrer tranquilamente no Paraguai), não descartamos 100% a versão de Basti, ainda mais depois da liberação dos documentos do FBI.
Como se vê, Hitler segue sendo um assunto inesgotável na História e só podemos afirmar com certeza que hoje ele está morto. Só não sabemos dizer onde...
FIM
1 FBI – Los Angeles – Arquivo 105-410 - 21/09/1945
2 http://www.express.co.uk/news/history/611229/Adolf-Hitler-tunnel-freedom
3 https://zap.aeiou.pt/tunel-secreto-em-berlim-reforca-teorias-de-que-pode-ter-fugido-no-fim-da-guerra-85799
4 http://www.sharkhunters.com/book1.htm
5 http://dc.clicrbs.com.br/sc/noticias/noticia/2016/09/pesquisador-reune-relatos-de-que-hitler-viveu-na-argentina-7484679.html?pagina=7
6 http://www.brasil247.com/pt/247/mundo/287210/Di%C3%A1rio-de-Kennedy-revela-que-ele-acreditava-que-Hitler-sobreviveu-%C3%A0-guerra.htm
7 http://zh.clicrbs.com.br/rs/opiniao/colunistas/leo-gerchmann/noticia/2016/09/historiador-sustenta-historia-oficial-e-contesta-tese-segundo-a-qual-hitler-viveu-na-argentina-e-no-paraguai-7511598.html
8 Doutorando em História pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Bacharel, Licenciado e Mestre em História na mesma universidade.
  Disp: 
 https://www.escavador.com/sobre/8884985/waldemar-dalenogare-neto
Fontes e Imagens:
https://chicomiranda.wordpress.com/tag/verdades-sobre-a-morte-hitler/
http://educaterra.terra.com.br/voltaire/artigos/morte_hitler.htm
http://acervo.oglobo.globo.com/fatos-historicos/cercado-por-tropas-russas-num-bunker-em-berlim-adolf-hitler-teria-se-matado-16018175
http://www.express.co.uk/news/history/611229/Adolf-Hitler-tunnel-freedom
http://dc.clicrbs.com.br/sc/noticias/noticia/2016/09/pesquisador-reune-relatos-de-que-hitler-viveu-na-argentina-7484679.html?pagina=7
http://zh.clicrbs.com.br/rs/opiniao/colunistas/leo-gerchmann/noticia/2016/09/historiador-sustenta-historia-oficial-e-contesta-tese-segundo-a-qual-hitler-viveu-na-argentina-e-no-paraguai-7511598.html
http://br.blastingnews.com/mundo/2016/01/fbi-revela-que-a-morte-de-adolf-hitler-foi-uma-farsa-e-que-ele-fugiu-para-a-espanha-00729675.html
https://es.wikipedia.org/wiki/U-530_(1942)
https://pt.wikipedia.org/wiki/U-977
https://zap.aeiou.pt/tunel-secreto-em-berlim-reforca-teorias-de-que-pode-ter-fugido-no-fim-da-guerra-85799
http://www.jn.pt/mundo/interior/restos-mortais-de-hitler-foram-cremados-1441974.html
https://pt.wikipedia.org/wiki/Morte_de_Adolf_Hitler
https://pt.wikipedia.org/wiki/Adolf_Hitler
http://vcsabiadisso.blogspot.com.br/2014/10/casa-de-hitler-na-argentina.html
http://www.planetpropertyblog.co.uk/2011/11/25/hitlers-secret-hideout-for-sale/
http://www.panoramio.com/photo/64639758


https://www.noticiasaominuto.com/mundo/466904/tunel-secreto-em-berlim-sugere-que-hitler-pode-nao-ter-morrido


Nenhum comentário:

Postar um comentário