Total de visualizações de página

segunda-feira, 24 de junho de 2013

ESPECIAL 2


COMO O CRISTIANISMO TRIUNFOU EM ROMA – V
Em 01/05/305 d.C., Diocleciano e Maximiniano abdicaram ao trono, assumindo em seus lugares os Césares Constâncio Cloro e Galério. O velho Diocleciano se isolou no palácio de Salona, especialmente construído para seu retiro.
Após sua morte, porém, a vingança cristã finalmente o alcançou. Lissner4 afirma que quando Roma se tornou cristã, uma igreja, suprema ironia, foi construída dentro de seu palácio!
A torre da igreja construída ao lado do mausoléu octogonal de Diocleciano
Os novos Augustos atuaram, em relação aos cristãos, de forma oposta. Ainda durante o reinado de Diocleciano, Galério fora instigador severo da perseguição, enquanto Constâncio destruíra igrejas mas não condenara nenhum cristão à morte.
Ambos mantiveram suas posturas ao chegarem no poder superior, mas Galério, apesar de mais jovem, passou a agir com mais independência que Constâncio e sem oposição conhecida dos dois novos Césares, Severo e Daia, que ajudavam Galério na tarefa de restringir as ações de Constâncio.(pg. 473)
Daia - Severo
Porém, o que mais contribuía para tal atamento de Constâncio era que seu filho, Constantino, vivia na corte de Galério, alcançando postos de prestígio, mas vivendo sob estrita vigilância, cumprindo o papel de um refém de luxo.(pg.474)
Essa situação só mudou quando Constâncio preparou uma campanha militar na Britânia e solicitou a Galério que enviasse Constantino em seu auxílio.
Lissner afirma que Galério não teve como recusar o envio, para não parecer que mantinha o filho de seu colega refém, contudo, ordenou ao César Severo que o prendesse no caminho.(pg.474)
O jovem, contudo, conseguiu escapar e agora estava livre para ajudar o pai.
Continua...
4 LISSNER, Ivar. Os Césares – Apogeu e Loucura: Tradução de Oscar Mendes. Belo Horizonte: Itatiaia, 1964.

Perdeu as primeiras partes do texto? Clique aqui.
Para navegar mais por este blog, clique aqui.
Para ler outros textos na seção "A Semana", clique aqui.
Para ir ao nosso site, clique aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário