Total de visualizações de página

sexta-feira, 7 de outubro de 2016

COLOMBO CHEGA ÀS BAHAMAS



12 DE OUTUBRO
COLOMBO CHEGA À AMÉRICA!
Durante o domínio romano o comércio marítimo atingiu níveis jamais alcançados.
Com a queda do império o comércio se retraiu e as cidades costeiras sofreram o impacto.
Mas a costa de Portugal e Espanha foram beneficiadas por estarem no meio do caminho entre o Mar Mediterrâneo e o Mar do Norte, tornando-se ponto de parada dos navegantes flamengos e italianos.
Mas esses comerciantes mantinham o monopólio e os altos preços das especiarias. Surgia, então o interesse de encontrar um caminho alternativo para comprar especiarias no oriente.
A CAMINHO DAS ÍNDIAS
Para a maior parte das nações européias, envolvidas em guerras externas e internas, não era possível ainda organizarem-se para buscar esse caminho alternativo.
Uma única nação foi a primeira onde todos os fatores convergiram: Portugal!
Em Portugal o estado forte chegou primeiro, a burguesia era ativa e tinha muito dinheiro, o país era voltado para o Oceâno Atlântico e a escola de Sagres desenvolvia boas técnicas de navegação: conhecimento – poder - grana!
Em 1415 Portugal tomou o entreposto de Ceuta dos árabes e foi lentamente avançando pelo litoral da África.
Em 1498 os portugueses chegaram à Índia.
CONCORRÊNCIA
Portugal tornou-se importante posto comercial, mas não criou um sistema financeiro próprio e permitiu que sua riqueza escoasse por muitos intermediários de seu comércio.
Assim, após expulsar os árabes e unificar-se em um estado único em 1492, a Espanha também entrou no negócio.
Neste mesmo ano o reino patrocinou a viagem de Cristóvão Colombo onde se “descobriu” a América. Colombo chegou às Bahamas pensando que tinha chegado às Indias.
Américo Vespúcio foi quem descobriu que não eram as Indias, mas um “novo” continente.
Começava o genocídio dos povos americanos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário